Grupo Operacional para a valorização económica e comercialização da Cereja

30/11/2016

A subfileira da Cereja apresenta potencialidades em termos de exportação de cereja uma vez que pode encontrar no mercado internacional um potencial consumidor deste fruto.

Contudo, pelos especiais cuidados de manuseamento a que o tratamento deste fruto obriga, a sua exportação exige a obtenção de cerejas de boa qualidade, escala no domínio da produção, execução de técnicas modernas de pós-colheita e uma eficiente organização dos circuitos de distribuição e comercialização. Apesar das concretas oportunidades de crescimento desta cultura na região, subsistem problemas que se prendem com a qualificação da subfileira, em termos detransferência de conhecimento e apoio dirigido aos produtores, na ótica dos efeitos das diferentes variedades do estado de maturação, do ano e das condições de conservação pós-colheita na qualidade nutricional e sensorial e da cereja.


O enfoque prioritário deste Grupo Operacional (GO) visa a melhoria da qualidade da cereja do fruticultor e a consequente valorização económica da Cereja de um Muncipío, através da implementação/monitorização de práticas agrícolas e medidas pós-colheita.